Como Navegar

O BI Cotton Brazil é uma inovadora ferramenta de inteligência proporcionada pela parceria da ABRAPA e Apex Brasil. A plataforma é composta de painéis dinâmicos (dashboards de visualização) acessíveis apenas para os usuários cadastrados e autorizados pela entidade.

Os dashboards cobrem aspectos desde a Safra Brasileira de algodão; Exportações Brasileiras; Oferta e Demanda no Brasil e global; Comércio Exterior com destaque para o Market Share; os principais indicadores de Preços com destaque para o Basis até o Acompanhamento de Safra. Os dados são oriundos das melhores fontes de dados, tanto nacionais quanto internacionais. As visualizações dinâmicas dos dados são construídas a partir do poderoso banco de dados que foi construído para esta plataforma de inteligência setorial e são apresentadas seguindo modernas técnicas de data analytics e storytelling, visando proporcionar associados da ABRAPA o acesso a informações qualificadas para orientar suas decisões de negócio (data-driven business decisions).

Neste breve manual procuramos dar as orientações necessárias para que o associado da ABRAPA possa extrair o máximo de valor desta nova plataforma de informações.

Acessando os painéis

Primeiramente, você deverá selecionar em qual assunto deseja navegar, clicando sobre a imagem do painel em miniatura.

Você visualizará uma nova tela onde o painel aparecerá em formato reduzido. Clique na seta dupla, no rodapé ao lado direito do painel, para que ele amplie-se e ocupe toda sua tela.

É recomendado o acesso à internet com boa velocidade e estabilidade para navegar no COTTON B.I.. Caso alguma visualização demore a carregar, tenha um pouquinho de paciência, pois os dados são buscados a cada instante no banco de dados e existem situações onde a construção de um gráfico possa ter de acessar milhões de dados antes de lhe ser apresentada. Você identificará pontinhos rodado à esquerda do título do gráfico enquanto ele é carregado.  

Como posso navegar nos painéis e compreender o que é demonstrado?

Ao iniciar sua navegação em um painel, observe que cada elemento gráfico dos painéis tem um ícone demonstrativo do que está sendo apresentado, conforme segue na tabela abaixo:

A) Preste atenção nos títulos das páginas e nos títulos dos elementos gráficos, pois eles sempre indicarão claramente qual informação é apresentada.  Existem painéis que apresentam, na primeira página, a totalidade dos dados, e nas páginas subsequentes demonstram os dados sob algum ponto de vista específico. Em alguns painéis existe mais de uma fonte dos dados, então o assunto pode variar um pouco, mas ainda dentro do mesmo contexto. Com esta abordagem criamos painéis mais completos e ricos, aprofundando cada tema apresentado. A fonte dos dados também é sempre claramente informada em todas as páginas. Sua data de atualização consta do rodapé de cada página. 

B) Na barra cinza inferior de cada painel você verá a indicação da quantidade de páginas que ele contém, além de demonstrar em qual página você está navegando e quantas páginas o painel tem. O símbolo é, como no exemplo a seguir, <6 de 11>, indicando que você está na página 6 de um total de 11 páginas. Ao clicar no espaço entre os números de páginas, você observará a abertura de uma tela preta com os nomes das páginas deste painel. É possível navegar diretamente na página escolhida dentre as listadas na tela preta, apenas clicando em cima de cada nome de página. A página que estiver com o texto em cor amarela é aquela na qual você está navegando. Para navegar nos painéis, você poderá avançar página por página usando os símbolos < e > ao lado dos números, ou então navegar diretamente para a página desejada usando o quadro preto.

C) Os painéis são dinâmicos, ou seja, você poderá interagir com os elementos demonstrados. Quando você clicar em uma tabela, selecionará apenas aquele item e os demais gráficos se ajustarão para demonstrar aquele dado isoladamente. Para desfazer a seleção, basta clicar novamente naquele item, pois os botões funcionam como um interruptor de liga / desliga. Você pode ir também selecionando vários itens em sequência, agrupando dados ou selecionando os que mais lhe interessarem. Para tanto, pressione a tecla CRTL e selecione os itens. No sistema operacional da Apple, a tecla para seleções múltiplas é o COMMAND. Se você tiver selecionado vários itens, pode ir “desligando” cada uma das seleções na ordem inversa para voltar a ver a totalidade dos dados. 

D) Ao navegar com seu cursor sobre os gráficos, você com frequência visualizará uma etiqueta azul que destaca os valores que estão sendo apontados naquele ponto. Este recurso é denominado Tooltip (ferramenta de dicas) e torna as visualizações mais limpas, pois ao invés de ver todos os números na tela, você verá apenas aqueles para os quais estiver apontando. Desta forma trazemos mais informação ao painel sem criar poluição visual.

E) Caso deseje visualizar qualquer gráfico em um tamanho maior, identifique este símbolo abaixo no cabeçalho, à direita do gráfico. Clique e este elemento gráfico ocupará toda a tela.  

F) Várias páginas contém filtros de período, que podem tanto mostrar um ano apenas ou um intervalo de tempo, como na demonstração abaixo. Neste caso, você pode digitar os anos que deseja dentro dos retângulos, ou então mover com seu cursor os círculos para que se aproximem. Caso deseje visualizar apenas um ano, posicione um círculo exatamente acima do outro.

G) Existem diversos tipos de representações visuais dos dados nos painéis, desde os mais tradicionais como tabelas, gráficos de barras, anel, linhas ou etiquetas de resumo de informações. Para os gráficos mais modernos, explicaremos aqui como navegá-los e compreendê-los:

  • Os gráficos retangulares, compostos de quadros menores coloridos por dentro, são mapas denominados treemaps. Esta é uma técnica de visualização para representar dados hierárquicos usando retângulos aninhados. Segundo a Wikipedia, “Para cada ramo da árvore é definido um retângulo, que é então preenchido com retângulos menores lado a lado, os quais representam sub-ramos. Cada retângulo tem uma área proporcional a uma dimensão especificada nos dados. Muitas vezes, os ramos são coloridos para mostrar dimensões distintas dos dados. Como as dimensões de cor e tamanho são correlacionadas com a estrutura da árvore (ou do treemap) pode-se, muitas vezes, ver padrões que seriam difíceis de detectar em outras formas de visualização. Uma segunda vantagem do treemapping é que, por construção, eles fazem um uso mais eficiente do espaço. Como resultado, eles podem exibir de forma legível milhares de itens simultaneamente.”

  • Os mapas do tipo coroplético apresentam diferentes gradações de cores para indicar as quantidades do item demonstrado. As cores mais escuras denotam maior quantidade daquele elemento naquele local.
  • O gráfico de cascata (segundo a Microsoft) “mostra um total cumulativo à medida que valores são adicionados ou subtraídos. Ele é útil para você entender como um valor inicial (por exemplo, a receita líquida) é afetado por uma série de valores positivos e negativos. As colunas são codificadas por cores para que você possa diferenciar rapidamente números positivos de negativos. As colunas de valor inicial e final frequentemente começam no eixo horizontal, enquanto os valores intermediários são colunas flutuantes. Devido a essa “aparência”, os gráficos de cascata também são chamados de gráficos tipo ponte”.

  • Algumas tabelas apresentam uma série de ícones internos que demonstram a comparação daquele período com o período anterior. O triângulo verde que aponta para cima demonstra um valor maior naquele momento do que no momento anterior. Inversamente, o triângulo vermelho que aponta para baixo demonstra uma queda daquele valor.

  • Os gráficos do tipo tornado são um tipo especial de gráfico de barras, onde as categorias dos dados estão listadas verticalmente ao invés do formato padrão horizontal. Este visual permite uma comparação rápida entre dois valores, os que estão à esquerda e à direita da linha divisória central.

  • O gráfico de colunas 100% empilhadas apresenta várias medidas empilhadas, onde comprimento de cada barra demonstra sua participação dentro do total de 100%.

  • O gráfico de medidor radial tem um arco circular e mostra um único valor que acompanha o progresso daquele quesito em relação a um objetivo/KPI (indicador chave de desempenho).  O sombreamento representa o progresso em relação a esse objetivo.

  • Algumas tabelas apresentam também outros elementos visuais, como barras coloridas horizontais dentro da célula, como se fosse um gráfico de barras projetado dentro de cada célula. Esta visualização auxilia na compreensão de rankings e/ou entendimento de quanto aquele dado representa em relação ao todo.

  • Alguns painéis apresentam um eixo animado, que permite a visualização gradativa daqueles dados nos períodos de tempo. Clique no triângulo do “Play” para visualizar como o algodão brasileiro tem evoluído sua presença e acesso ao mercado mundial e também para vislumbrar os critérios apresentados no painel Acompanhamento de Safra semana à semana.